Controle de acesso para empresas: Por que vale a pena investir

Aonde quer que você vá quando sai de casa, é fácil perceber que o controle de acesso para empresas, seja no seu local de trabalho ou num supermercado, adquiriu funções que vão além do objetivo de proteger bens e pessoas de tentativas de invasão e roubo.

A pandemia do Covid-19 despertou a necessidade de medidas de prevenção e redução de contágio de vírus transmissores de doenças. Em empresas, essa preocupação é maior por conta da grande exposição de colaboradores às áreas comuns e aos equipamentos. Por isso,

controlar o acesso de pessoas em empresas de todos os portes, também se tornou uma das providências adotadas para assegurar a saúde dos funcionários e clientes, afinal, esse controle pode ser feito por meio de dispositivos de controle de acesso sem toque, que ainda podem ser capazes de medir a temperatura.

Pensando nisso, preparamos este post para você entender por que vale a pena investir em controle de acesso para empresas. Vamos lá?

A importância do controle de acesso para empresas

Soluções de controle de acesso são responsáveis por identificar os colaboradores e gerenciar quem tem acesso a quais áreas, por meio de senhas, chaveiros de proximidade, crachás com chips, impressão digital e até reconhecimento facial.

Inclusive, a biometria ou reconhecimento facial é uma tecnologia que está se destacando no mercado, sendo uma funcionalidade em controladores de acesso com preços cada vez mais acessíveis. Esse tipo de acesso dispensa contato com as superfícies, reforçando cuidados preconizados durante a pandemia de Covid-19.

Pensando em cenários de aplicação, as médias empresas podem instalar controladores de acesso na entrada principal, gerenciando o fluxo de pessoas e registrando de forma automática horários de entrada e saída. Já as organizações maiores, que têm mais departamentos e precisam controlar diferentes acessos, também podem instalar equipamentos em ambientes internos, permitindo a entrada somente de colaboradores específicos. É uma maneira de proteger sistemas, arquivos e outros tipos de dados estratégicos.

Companhias que ignoram esse tipo de cuidado, correm mais riscos de sofrer com assaltos, e perdas de patrimônio, além de deixar colaboradores expostos a perigos. Em resumo, saber quem e o quê sai e entra na sua organização é fundamental para manter a segurança dos colaboradores e dos bens, sejam eles materiais ou intangíveis, como informações confidenciais.

Por essa razão, as empresas têm contado com as tecnologias de controle de acesso por conta da sua efetividade e ótimo custo-benefício. Assim, a depender do porte do negócio e do objetivo do dono, o melhor sistema de controle de acesso sempre será aquele que mais se adequar às suas necessidades sem perder a qualidade.

Pequena empresa

Escritórios de advocacia, consultórios, salões de beleza, farmácias, mercearias e até pessoas que estão em home office podem optar por diferentes soluções:

  • Controladores de acesso por senha, tag, cartão ou impressão digital: são opções com, geralmente, menor custo que o reconhecimento facial, por exemplo. Além de oferecer as mesmas vantagens de segurança e gerenciamento de entradas e saídas de pessoas;
  • Fechaduras digitais: modelos que funcionam via conexão Wi-Fi, permitem o acesso ao estabelecimento mesmo que você se encontre em outro local ou não queira se deslocar até o portão de entrada, tudo por meio de comandos feitos no seu smartphone. É instalada em locais protegidos de chuva e sol e são indicadas para lugares com fluxo menor de pessoas;
  • Videoporteiros: são alternativas que facilitam a comunicação com visitantes e também podem liberar o acesso de pessoas quando você não está presente no ambiente, possibilitando ainda que você veja quem está à sua porta. O monitoramento pode ser feito de sua casa com imagens em tempo real, direto no smartphone. Mesmo que você não acompanhe a todo momento, o videoporteiro grava toda a movimentação na entrada do seu estabelecimento.
Média empresa

Escolas, faculdades, bancos e clínicas médicas são exemplos de estabelecimentos de porte médio que requerem controle de acesso. Por terem maior fluxo de pessoas, demandam mais segurança, proteção, entrada rápida, cuidado para evitar aglomerações e, consequentemente, contágio de doenças.

Conheça as soluções de controle de acesso para médias empresas.

  • Controladores de acesso: podem ser associados a fechaduras eletromagnéticas, algo bem comum na entrada de condomínios. A pessoa pode usar um chaveiro de proximidade e, apenas após essa leitura, será possível abrir o portão; Indo além desses tipos de acesso, novamente a biometria facial merece atenção, pois está se popularizando e reúne ainda mais segurança, já que o meio de liberação é exclusivo para cada pessoa.
  • Controladores de acesso com software de gerenciamento: são muito interessantes porque permitem integração com sistemas de gestão de RH. Eles podem funcionar como ponto eletrônico para empresas e lista de presença em escolas ou universidades;
  • Automatizadores de portas: instalados na parte superior das entradas. Esse sistema pode ser integrado a um controlador de acesso que, ao reconhecer a face, digital, senha ou cartão, liberará o acesso automaticamente sem que a pessoa precise tocar numa maçaneta.
Grande empresa

As grandes empresas, como supermercados e fábricas, precisam do controle de acesso para proteção patrimonial, fiscalização de acessos, gerenciamento de entradas e saídas de clientes, funcionários, visitantes e monitoramento de frotas. Assim como, o fluxo de pessoas em diferentes áreas do estabelecimento.

Esse controle é importante para empresas que pretendem preservar a segurança dos colaboradores e bens. A automatização e integração por meio de sistemas de controle de acesso facilitará a vida dos dos diferentes departamentos da organização e a possibilidade de erros, como entradas não autorizadas, serão reduzidas.

Saiba mais sobre as soluções de controle de acesso para grandes empresas.

  • Controlador de acesso por reconhecimento facial: evita a necessidade de contato físico. Há modelos capazes de fazer a leitura facial mesmo com máscara, medir a temperatura e emitir um alerta caso a pessoa esteja usando a máscara de forma inadequada ou indique temperatura fora do ideal. No mercado, há opções de controladores de acesso facial de baixo custo, ou seja, valores semelhantes aos de um com leitor de impressão digital.
  • Catracas integradas com sistema de controle de acesso: há controles de acesso com reconhecimento facial rápido acoplados em catracas que dispensam contato com o colaborador. O mecanismo que bloqueia o acesso é recolhido no instante da liberação e a pessoa atravessa sem complicações. A agilidade pode chegar até 0,2 segundos, acelerando a entrada dos funcionários e evitando aglomerações. Vale lembrar que existem opções de catracas que já realizam o controle de acesso, sem a necessidade de integração com um controlador, a vida útil desses equipamentos é de longa duração.
  • Controle de acesso de veículos: funciona assim como os controladores de acesso de pessoas. O automóvel se aproxima do portão da garagem da empresa e o equipamento lê a tag ou adesivo fixado no carro, liberando a passagem.
Vantagens ao utilizar o controle de acesso

1. Mais segurança

Os sistemas de controle de acesso funcionam por meio de senhas, identificação de digitais, reconhecimento facial ou cartões de proximidade. Todos aumentam a segurança, ao contrário dos modelos normais de chaves, que são mais fáceis de copiar. Além disso, o registro de quem entra no local é realizado pelo equipamento, 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Outro ponto que merece destaque: a tecnologia veio para somar com o sistema de câmeras de segurança e com as centrais de alarme. Essas soluções integradas conferem mais proteção ao local, trazendo mais tranquilidade aos usuários.

2. Bloqueio de código

Este sistema pode bloquear imediatamente a permissão de acesso de uma senha ou cartão. Isso é possível de forma rápida e sem mudanças físicas no sistema, ou seja, o bloqueio é feito por meio de um software centralizado. No caso dos sistemas comuns, as chaves perdidas forçam o consumidor a trocar bloqueios ou fechaduras, gerando incômodo e custos.

3. Diversidade de modelos

São encontrados diferentes soluções e modelos que se adequam ao tamanho e porte da empresa. Os sistemas podem ser instalados nas portas principais, controlando quem entra e sai da empresa, e também em áreas internas, como setores específicos, salas de reuniões ou Data Centers (Centro de Processamento de Dados). Assim, você pode especificar quais pessoas podem ou não entrar em determinados locais da sua empresa, protegendo dados estratégicos ou equipamentos de valor.

4. Múltiplos acessos

Os sistemas de controle de acesso para empresas podem ser configurados para diferentes permissões. É possível cadastrar um grande número de senhas, que podem ser destinadas a toda a equipe de funcionários. Se instalados nos acessos internos, os controles de acesso evitam que os colaboradores precisem carregar consigo um molho enorme de chaves, evitando esquecimentos e problemas como perdas e furtos.

5. Padronização

Com um projeto integrado, é possível ter controle de todas as entradas e saídas da empresa. Você poderá padronizar a forma como colaboradores e visitantes acessam os ambientes da sua empresa, além de inviabilizar a circulação de pessoas não autorizadas em determinados ambientes. Além disso, dá para fazer o gerenciamento em períodos, dias e horários específicos.

Para saber mais sobre as soluções de controle de acesso para empresas da Intelbras, clique aqui

Quem somos

A Empresa

Fundada em 1994, a Nataltel é revendedora autorizada da Intelbras no estado do Rio Grande do Norte e referência em produtos e serviços nas áreas de segurança, telecomunicações e redes.

Especializada em centrais telefônicas para empresas e condomínios, cabeamento estruturado, câmeras e sistemas de monitoramento.

Open chat
Precisa de Ajuda?