Dicas para escolher cabo e carregador USB

Estamos o tempo todo conectados. A variedade de dispositivos móveis que levamos conosco no dia a dia só aumenta: smartphones, notebooks, tablets, caixas de som, fones de ouvido… Todos eles consomem bastante energia e dependem de bateria para funcionar. Mas e quando ela acaba?

Você já deve ter vivido o drama de ficar sem bateria justamente na hora que mais precisava usar o aparelho. E provavelmente teve que procurar uma tomada para recarregar rapidinho – só que cada minuto esperando parecia uma hora. Nesses momentos, ter um cabo e carregador USB de qualidade à mão faz bastante diferença.

Neste post, vamos dar algumas dicas para você escolher a melhor solução de carregamento para os seus dispositivos móveis. Vamos lá?

Tipos de cabo USB: conheça as diferentes especificações

Os cabos USB servem tanto para alimentação de energia quanto para a transferência de dados. A sigla USB vem do inglês Universal Serial Bus. Ele é um padrão que surgiu em 1996 e hoje é adotado por toda indústria de tecnologia.

A maioria dos aparelhos eletrônicos já vem com um cabo compatível. Por isso, é comum não se dar conta da tecnologia envolvida, ou só prestar atenção nisso quando ele é danificado e precisa ser substituído.

Mas há uma variedade de modelos no mercado e você não precisa esperar o seu estragar para adquirir um de melhor qualidade. Veja as especificações dos cabos USB a seguir.

Padrões USB: taxa de transferência de dados

O padrão ou geração de USB é diferenciado por números e a principal diferença entre eles é a taxa de transferência, embora também haja outras características como a mudança de conectores, que veremos mais adiante.

Quanto maior o número, maior a velocidade para troca de dados entre os dispositivos conectados.

  • USB 1.0: 12 Mbps;
  • USB 2.0: 480 Mbps;
  • USB 3.0: 5 Gb/s;
  • USB 3.1: 10 Gb/s;
  • USB 3.2: 20 Gb/s;
  • USB 4.0: 40 Gb/s

Vale destacar que, no caso dos aparelhos conectados terem padrões diferentes, a velocidade será sempre do padrão mais antigo, ou seja, o mais lento.

carregador USB

Conectores

 

Outra especificação que diferencia os cabos é o tipo de conector, que passaram por diversas modificações com o passar dos anos. A principal diferença entre eles é o formato de encaixe e quantidade de pinos internos, que influenciam na velocidade de transferência de dados. É indispensável verificar se o conector é compatível com os dispositivos que serão carregados. Confira os tipos abaixo.

Conectores USB Tipo-A:

  • USB-A: são os mais antigos e comuns, encontrados na maioria dos pendrives, por exemplo. Tem formato retangular e quatro pinos internos;
  • Mini USB-A: é menor, tem formato de trapézio e cinco pinos internos;
  • Micro USB-A: ainda menores, de formato retangular e fino. Também possui cinco pinos internos.

Conectores USB Tipo-B:

  • USB-B: também possui quatro pinos internos, mas dispostos de forma diferente do USB-A original. O formato é quadrado;
  • Mini USB-B: bem parecido com o mini USB-A, mas o formato é retangular. Também possui cinco pinos internos;
  • Micro USB-B: um dos mais comuns, é ainda menor que o mini e o formato lembra um trapézio, embora tenha seis lados. Possui cinco pinos internos.

Conectores USB Tipo-C:

  • USB-C: é o formato mais moderno. É simétrico, o que torna mais fácil o encaixe. Ele é do mesmo tamanho que o Micro-B;
  • Ainda não há opções mini e micro.

Há ainda o conector do tipo Lightning, desenvolvido para atender aos padrões de desempenho da Apple (iPad, iPod, iPhone etc).

Outros aspetos para levar em conta ao escolher um cabo USB

Além do padrão e do tipo de conector, há muitas características que podem influenciar no desempenho, comodidade, praticidade e durabilidade. Aí vão alguns aspectos que também são interessantes de observar:

Velocidade de carregamento

A velocidade de carregamento pode variar de um modelo para outro. Esse é um fator muito importante se você quer mais praticidade e agilidade na hora de carregar os dispositivos. Verifique a corrente máxima que o cabo suporta para saber a velocidade. Quanto maior a corrente – é possível chegar até 3,0 A – maior a capacidade de carregamento. Mas vale pontuar que a velocidade depende de outros fatores também, como a fonte de alimentação, o carregador e o dispositivo conectado.

Comprimento

Esse aspecto normalmente é esquecido, mas é essencial: o tamanho do cabo. É preciso garantir que ele alcance da tomada até uma superfície de apoio. Considere o uso que você fará do cabo USB para escolher um bom comprimento. Em geral, os modelos do mercado tem entre 1m e 1,5m.

Material de revestimento e capa de conectores

Também há diversos materiais de revestimento do cabo e capa dos conectores. A qualidade desse material impacta muito na durabilidade do cabo USB. Os modelos mais comuns são revestidos em PVC emborrachado e os mais resistentes são em nylon trançado. Já os conectores podem ser revestidos em plástico ou alumínio.

Preço

Muitas vezes, é o preço que acaba determinando a escolha. Mas é importante levar em conta que os modelos de baixo custo, na maioria dos casos, também são os de qualidade inferior. Por isso, considere investir um pouco mais para ter mais durabilidade e tecnologia mais avançada.

Homologação Apple

Os usuários de dispositivos da Apple devem checar se o cabo USB é certificado. Isso porque, caso não seja, ele pode gerar uma série de problemas no aparelho e no próprio cabo. Pode acontecer de danificar a extremidade do conector, esquentar demais, não encaixar corretamente e até não sincronizar ou não carregar o dispositivo.

Modelos de carregador USB: como escolher o melhor

carregador USB é o que permite conectar o dispositivo à tomada para realizar a recarga da bateria. Modelos de qualidade proporcionam mais eficiência no carregamento e praticidade. A seguir, listamos o que é importante levar em conta para acertar na escolha:

Velocidade

Assim como o cabo, o carregador USB também pode influenciar na velocidade de carregamento. Confira a amperagem para saber qual a capacidade de carregamento do seu aparelho. Há modelos que chegam a 2,4 A por saída. Além disso, carregadores USB com a tecnologia de carregamento rápido podem chegar a até 5,0 A, desde que os dispositivos sejam compatíveis.

Número de portas

Há modelos com mais de uma porta USB. Com eles você pode carregar diversos dispositivos ao mesmo tempo. Há opção de até 4 portas de entrada disponíveis no mercado. O diferencial é a praticidade: você leva apenas um carregador na bolsa e usa apenas uma tomada. Além disso, não precisa disputar tomada com as outras pessoas do lugar: “Já carregou o seu? Posso usar esta tomada?”.

Proteções

Verifique se o carregador tem proteção contra surtos de tensão e sobrecarga na rede elétrica. Com isso, você protege seus dispositivos e aumenta a vida útil deles.

Bivolt

Outro ponto que proporciona praticidade. Os modelos de carregador USB com bivolt automático permitem que você utilize em viagens sem se preocupar com a voltagem.

 

Quem somos

A Empresa

Fundada em 1994, a Nataltel é revendedora autorizada da Intelbras no estado do Rio Grande do Norte e referência em produtos e serviços nas áreas de segurança, telecomunicações e redes.

Especializada em centrais telefônicas para empresas e condomínios, cabeamento estruturado, câmeras e sistemas de monitoramento.

Open chat
Precisa de Ajuda?