Por que preciso de nobreaks para projetos de CFTV?

Quem compra equipamentos de CFTV sabe da importância de um sistema de monitoramento para manter ambientes seguros, que possibilite ao usuário acompanhar o que acontece no espaço monitorado. Mas, para assegurar que o sistema funcione bem, é preciso contar com uma rede elétrica estável. Pensando nisso, o uso de equipamentos como nobreaks em projetos de CFTV se torna fundamental para garantir a segurança de residências e pequenos negócios.

Os nobreaks são recomendados por serem equipamentos de proteção contra distúrbios elétricos. Eles têm um método de estabilização inteligente que evita a queima e o mau funcionamento de aparelhos eletrônicos. Além disso, contam com baterias internas, que impedem o desligamento inesperado dos itens conectados a eles em um eventual blackout, o que também amplia a vida útil dos equipamentos.

A importância de nobreaks para projetos de CFTV

Projetos de CFTV, centrais condominiais, portarias automatizadas, servidores, switches e roteadores só são viáveis com energia estável e de qualidade. Uma interrupção mesmo que momentânea no fornecimento de energia pode comprometer a eficácia de qualquer sistema de segurança. À medida que esses sistemas se popularizam e a necessidade de mantê-los sempre ativos se torna mais evidente, o uso de nobreaks torna-se obrigatório.

Em projetos de CFTV, os nobreaks asseguram a integridade dos dados no caso de falta de energia ou oscilações na rede, ao mesmo tempo em que evitam interrupção na gravação das imagens das câmeras de segurança, proporcionando um monitoramento mais eficiente.

Por isso, ter um dispositivo que garanta a autonomia e usabilidade dos equipamentos é essencial, afinal, não estamos livres de falhas no fornecimento de energia. Os nobreaks evitam prejuízos e contribuem para o sucesso do negócio, tornando a jornada de trabalho fluída e segura para o colaborador e para o cliente. Além disso, evitam que sua casa ou seu estabelecimento fiquem vulneráveis ou com aparelhos inoperantes.

Como escolher o modelo ideal para minha necessidade?

Sabendo da importância dos nobreaks para garantir a segurança de seu sistema de monitoramento, uma dica importante na hora de escolher o modelo ideal é ter em mente quais equipamentos serão conectados a ele. Com essa informação, você saberá qual é o consumo total dos aparelhos e poderá determinar a potência (medida em volt-ampère – VA) que seu nobreak precisa ter. Depois, é só calcular o tempo de autonomia que ele terá para fornecer alimentação estável a seus equipamentos em caso de interrupção no fornecimento de energia elétrica, garantindo assim a segurança de pequenos e médios negócios.

Para ter uma margem de segurança no caso de futuras atualizações do sistema, o ideal é optar por um nobreak que tenha uma potência ao menos 30% maior que a potência total dos equipamentos conectados a ele. Dependendo do modelo escolhido, também há a opção de aumentar sua autonomia instalando nele bateria(s) externa(s).

Se você ainda ficou na dúvida, consulte a calculadora de autonomia que está disponível no site Intelbras, na página de cada produto. Basta informar a quantidade em watts da potência total dos produtos que serão conectados ao nobreaks e ela vai apontar a autonomia aproximada que o produto vai fornecer aos dispositivos.

Definidos quais equipamentos serão ligados ao nobreak, é hora de conhecer um pouco mais sobre o produto. No mercado, encontramos modelos interativos e senoidais. A principal diferença entre eles está no formato de onda que produzem quando estão no modo Bateria, o que ocorre quando há queda de energia elétrica.

Devo optar pelo modelo interativo ou pelo senoidal?

No caso nobreaks para projetos de CFTV, o modelo recomendado é o interativo, que fornece onda de formato semissenoidal (ou senoidal por aproximação). Eles são capazes de compensar variações de tensão e entregam onda de formato quadrado, sendo indicados a eletrônicos simples, como TVs, home theaters, modems, roteadores, switches, câmeras e DVRs.

Já os nobreaks senoidais entregam onda de forma senoidal pura, que não apresenta distorções no formato, e, por isso, são indicados a equipamentos sofisticados, de alto desempenho ou sensíveis a variações no formato de onda, como servidores, workstations, PC gamers, computadores dotados de fontes com PFC ativo (Power Factor Correction) e equipamentos motores.

Agora que você já sabe como escolher o nobreak ideal para sua necessidade, acesse outros conteúdos como este em nosso site para saber mais sobre os modelos de nobreaks Intelbras e conhecer o tempo autonomia de cada um.

Quem somos

A Empresa

Fundada em 1994, a Nataltel é revendedora autorizada da Intelbras no estado do Rio Grande do Norte e referência em produtos e serviços nas áreas de segurança, telecomunicações e redes.

Especializada em centrais telefônicas para empresas e condomínios, cabeamento estruturado, câmeras e sistemas de monitoramento.

Open chat
Precisa de Ajuda?